TeamSpeak: hbpt.ts.io
Discord da Comunidade: https://discord.gg/vVUV5vN
  • Especial
    Neve.
    Neve.
    Entre para seguir isso  

    [DEBATE] Aperfeiçoamento do conhecimento ④

    Análise do ST

    Como não podia faltar, chegamos hoje ao último capítulo desta saga relativa ao estudo de todas as posições de Big. Neste artigo iremos tentar perceber o que é preciso para ser um avançado de topo, mencionar algumas figuras míticas do passado e, como já é hábito, finalizamos com um debate entre algumas das personalidades que mais se evidenciam a jogar neste lugar tão específico do campo. Será que o ST é um individuo puramente ofensivo? Quais foram os jogadores que no passado mais se destacaram a jogar a avançado? Será que a recente convocatória espelha os nomes dos melhores ST's da atualidade? Todas estas questões serão abordadas no decorrer do texto.

    Ao longo da história fomos constatando que o avançado foi sofrendo algumas evoluções quer na forma de jogar quer em termos qualitativos. O ST foi uma ideia que se formou com o 4vs4 - um indivíduo finalizador, matreiro e com uma aptidão técnica afinada. Como é do conhecimento geral, o avançado não pode intervir no processo defensivo e, como tal, foca-se especialmente em tarefas relacionadas com o ataque: manter a bola junto da área adversária, tentar capitalizar jogadas de golo ou inventar maneiras de desbloquear jogos. Contudo, este pode ainda atuar passivamente quando a equipa defende, tentando ganhar a melhor posição para receber a bola proveniente de um passe de um colega ou de algum ressalto que possa surgir - em suma, o avançado vive num dilema na tentativa de decifrar o desenrolar das jogadas para conseguir uma melhor posição relativamente ao GK adversário. E a mentalidade é sempre a mesma: golos, golos e mais golos.

    Relativamente ao passado, é notório que o HBPT sempre teve recheado de grandes individualidades que preenchem com grande categoria o topo do topos português, isto é: Radamel Falcao - UC, Guarin Moreira, rZ, TOMAS, Mica, Chico'z, Mauro7, Kra, Tortogol, Bot ou selet - são nomes como estes que nos fazem ter orgulho de toda a história que envolve a comunidade e que incentiva cada um de nós a querer melhorar dia após dia. E para comprovar isto e muito mais, iniciamos agora o debate com quatro personalidades que têm demonstrado consistência, rigor e bons predicados nos últimos largos meses. Para isto, esclareça-se o seguinte: a equipa do Jornal HBPT tentou alagar o campo das opiniões, convidando jogadores com qualidade reconhecida, mas que atuassem em equipas diferentes de modo a termos uma diversidade maior neste texto. Sem perder mais tempo, apresentamos o frente a frente entre @Bot, @selet, @rg! e @Moussa.

     

    Resultado de imagem para frente a frente

     

    Entrevistador - No que toca a avançados, acreditam que esta última convocatória para a Nations Cup de BE espelha os nomes dos atuais melhores ST's? E, em caso de resposta negativa, que trocas faziam na convocatória sobre esta matéria?

    Bot Sim estão lá os melhores ST's portugueses de momento. Sendo uma pré-convocatória poderia adicionar 1 ou 2 nomes no máximo, só mesmo pela boa época que fizeram na passada edição. Porém, acho que não iria mudar absolutamente nada, a não ser por uma questão de justiça e numa tentativa de dar moral extra a esses jogadores. Não vejo mais ninguém com qualidade suficiente, como ST, para estar nos 12 últimos convocados para além daqueles que já lá estão.

    selet - A meu ver, na convocatória estão presentes os melhores avançados, tirando o TIAGO que raramente joga e portanto não está num nível adequado para representar Portugal. Posto isto, talvez trocasse o TIAGO por outro jogador que merecesse mais ser chamado (muito provavelmente o k0z). Mas são escolhas e eu não posso opinar muito, dado que não tenho estado muito atento à prestação de grande parte dos jogadores.

    Moussa - Em relação à convocatória, temos de descomplicar um pouco o assunto. As escolhas são do seleccionador, não representa a vontade de todos os membros. Claro que algumas escolhas podem ser discutíveis, no entanto, temos de nos focar no mais importante, ou seja, ganhar a Nations (seja com que jogadores forem). No meu ponto de vista, dar palpites sobre quem deveria ir é meter-se no trabalho alheio, por isso, deixemos a polémica e a desordem para que a seleção consiga entrosar-se e jogar num clima de paz, pois só essa união é que fortalece.

    rg! O papel do selecionador no Haxball é muito impreciso e condicionado por imensos fatores externos. Isto não é uma critica a ninguém, as coisas são como são e há que existir capacidade de percepção da realidade. Perceba-se que no Haxball não existe um conhecimento aprofundado de todos os jogadores. Desde quando é que o selecionador  A ou B tem a competência X mais desenvolvida, razão pela qual merece estar no cargo? Não tem. Ou se tem, nós não o sabemos. O selecionador, na sua definição ideal, deveria ser uma pessoa que tivesse um conhecimento aprofundado de todos os jogadores existentes, conhecendo inclusive o seu estado atual (e não a ideia estereotipada que existe - porque, queiramos quer não, é assim que funciona) - isto que acabei de dizer, é uma critica à forma como as coisas funcionam? Sim! No entanto, dada a realidade, percebo de certa forma o porquê de funcionar assim? Percebo. Isto é o Haxball, não é a seleção portuguesa de futebol. Ninguém é pago para estar aqui e é tudo feito em tom de hobby e passatempo. 

    Olhando agora para o meu caso: se acho que o meu nome deveria estar presente? Não, não acho. Mas não estou presente por falta de qualidade ou mérito? Lá está, também não. O meu estilo de jogo é associado a um modo "arcaico" (nas palavras de uns) e que portanto "não encaixa no modo de jogo que é procurado" - algo que, atualmente, está errado. As coisas funcionam pela ideia que se tem. Por exemplo, ninguém me andou a acompanhar durante a última época para poder ter uma opinião formalizada sobre o meu modo de jogo ou, pelo menos, não quem está no cargo e que toma a decisão de quem leva - digo isto de mim como digo de mais 5 ou 6... estou-me apenas a utilizar como exemplo. E isto não é culpa da pessoa que está no cargo, porque como já disse as coisas são como são: claro que se vai levar as pessoas que conhecemos melhor e que, na nossa humilde opinião, são as melhores para as posições. Apenas não se tem é o conhecimento abrangente suficiente para se tomar a melhor decisão possível.

    Em suma, ou a pessoa que está no cargo é alguém que joga contigo diariamente, e portanto está realmente fundamentado sobre o teu estado atual de jogo, ou então as únicas conclusões possíveis de serem tiradas são as ideias estereotipadas que remontam de há 4/5 anos. E não, não é com a marcação de um dia para se fazer X fs's que o selecionador vai averiguar o estado de cada um, não é assim que deveria funcionar... mas lá está, isto é Haxball, não é a vida real. Portanto sim, compreendo as decisões e não me ouviram nem ouvirão uma única vez a contestar o que quer que seja - estou completamente tranquilo, pois levo na desportiva.

     

    Entrevistador - Quem foi o melhor ST que já viram jogar? E porquê?

    Bot É uma pergunta complexa, na medida em que não me sinto capaz de apontar apenas um nome. Houveram vários avançados que vi jogar que eram incríveis, mas os que mais me marcaram foram alguns jogadores estrangeiros que aturam/atuam na FeedMe, tais como Catrice, Riquelme, Derrick Rose, Clinical Striker ou Mülléwa. Mas desde que voltei ao Haxball, e em HTML, não tenho visto ninguém melhor que o xSha.

    selet - Pessoalmente nunca estive muito atento ao estilo de jogo dos restantes ST's. Contudo, lembro-me de dois nomes que deixaram saudades: Morena do Kuduro e o TOMAS - tinham uma finalização impressionante. Para além destes, também me recordo do Dark e do Guarin Moreira (por outras características igualmente úteis)... eram jogadores diferentes, que se destacavam e que davam gosto ver jogar. Assim sendo, não posso nomear apenas o melhor ST, mas sim recordar estes quatro, visto que quando se fala de qualidade na frente de ataque são estes nomes que me vêm à memória.

    Moussa - Desde que comecei a jogar oficialmente, tive vários jogadores que usei como inspiração. Embora possa ter tido alguns períodos onde era difícil arranjar uma identidade (dilema entre ser GK e PL), sempre me identifiquei como PL, sendo a posição onde me divertia mais. Na altura da minha primeira equipa oficial, xT Force, sempre olhei para o @Mauro7 como o avançado completo. Embora tivesse sido emprestado logo no início, partilhei alguns momentos com ele, visto que ele representava a equipa principal, xT. Consigo descrevê-lo como um excelente finalizador, forte e com um sentido posicional exímio. Além dele, numa fase mais à frente na carreira, apreciava muito o @Lightning que, tanto nos RIP como AA, era mortífero! Muito rápido e com uma excelente finalização, aliado a duas das minhas equipas favoritas que já passaram pelo HBPT. Fora deles, consigo destacar grandes PL's como o Kra, CannonForce, Torto, JuanMata que no seu "prime" eram verdadeiras máquinas de fazer golos.

    rg! É uma pergunta difícil, a meu ver. Foram vários os nomes que dignificaram a posição de ST com o passar dos anos. Não querendo falar do passado, refiro para mim o melhor ST que temos atualmente no ativo em Portugal: o Bot - o posicionamento tático é magnífico, visão de jogo espetacular, uma extraordinária capacidade de percepção dos tempos certos de abordagem aos lances e, claro está, uma skill descomunal.

     

    Entrevistador - Bot, achas credível afirmar que um ST apenas demonstra a sua qualidade nos golos que marca?

    Bot Obviamente que não. Há imensos ST's que até podem fazer imensos golos por época mas depois pecam em muitos fatores fulcrais do jogo, ou seja: no que toca a posicionamento, saber impedir um quatro para três do adversário, saber quando colocar na frente e quando devem chutar para trás em caso de pressão ou agressividade do guarda-redes adversário, entre muitos outros fatores. Há ST's que gabam-se pelo número de golos que marcam por época mas depois não sabem fazer mais nada para além disso... pior ainda é quando esses mesmos golos são banais ou quando o ST em questão limita-se a jogar nas costas do GK.

     

    Entrevistador - selet, qual é o melhor comportamento que um avançado deve ter na frente de ataque? Isto é, acreditas que deve ser um indivíduo mais individualista, ou alguém mais virado para o jogo coletivo, finalizando apenas em lances que se revelem oportunidades claras de golo?

    selet - Na minha opinião, é tão importante marcar golos quanto dar a marcá-los. Mas segundo o meu estilo de jogo, que é meramente coletivo, tendo a escolher a segunda opção (alguém mais virado para a equipa, finalizando apenas em lances que se revelem claras oportunidades de golo). 

     

    Entrevistador - Moussa, o que consideras ser mais importante num ST?

    Moussa - Eu sou um bocado suspeito, pois sou um tipo de ST diferente dos habituais! No entanto, aprecio bastante um ST que tenha senso de golo... o que isto quer dizer? Bem, não basta ser esforçado, ter o posicionamento certo, é preciso ter aquele íman ao golo que, num instante, pode mudar um jogo. O que difere um ST normal para um de nível superior é o trabalho de equipa. Isto envolve saber estar em campo e servir de apoio para os colegas. No meu caso, sendo um jogador alvo, é essencial saber estar no sítio certo para iniciar um contra-ataque, juntando uma boa qualidade de passe para desbloquear os adversários. Algo adicional que não é estritamente necessário mas eleva o estilo de jogo - técnica com bola e imprevisibilidade. O factor surpresa, o "tirar coelhos da cartola" é uma excelente ajuda em jogos difíceis. Em suma, um bom ST precisa de finalização clínica, entreajuda com os colegas e, sem dúvida, a compostura de modo a cumprir nos momentos decisivos!

     

    Entrevistador - rg, pensas que um PL pode ser o primeiro elemento a ajudar no processo defensivo ou, por outro lado, achas que este é um ser completamente passivo neste procedimento?

    rg! Nem uma, nem outra. Não acho que o ST seja o primeiro elemento a ajudar no processo defensivo nem que deva ser um elemento passivo na mesma. Perceba-se que, estando a equipa a defender, um avançado marca a diferença em duas situações: 

    1. Posicionamento Ativo-Passivo: sobre este ponto, gosto de lhe chamar assim pela ideia que muitos têm de que o ST não faz nada quando a equipa está a defender - do género: só está lá à frente "à espera da bola", fomentando o mito do clássico "mamão". Desengane-se quem pensa assim. Pelo menos, não é o que um bom avançado faz. De forma constante há a necessidade de ler o jogo (semelhante a qualquer outra posição) mas, paralelamente, saber onde melhor se posicionar para causar mais perigo e a equipa conseguir partir em contra ataque/construção de jogo. E um bom ST está constantemente a corrigir o seu posicionamento consoante a circulação da bola. Depois, claro está, a capacidade de "segurar a bola" - o tempo suficiente para fazer a equipa subir e que, a mesma, possa sair da defesa;
    2. Abordagem ao lance: a capacidade de perceber quando pressionar o trinco (sem nunca lhe tocar, claro) ou de ganhar as costas ao guarda redes - sim, é preciso saber ganhar as costas e diga-se que não é uma tarefa fácil;

    Muitas vezes a posição de ST é associada àquela posição que qualquer um sabe fazer ou então "onde menos se estorva". Tenho a dizer que não. Jogar à frente qualquer marreco vai... jogar bem à frente é preciso saber-se (e as pessoas tendem a confundir).

     

    Entrevistador - Deste modo se finaliza mais um artigo repleto de informação pertinente para os nossos usuários. Um especial obrigado aos intervenientes.

    Editado por Neve.

    • Gosto 1

    Entre para seguir isso  


    Feedback do Usuário

    Recommended Comments

    O melhor ST em Portugal foi de longe o Morena do Kuduro. O selet também não é mau XDXDXD

    • Gosto 3
    • Haha 1

    Compartilhar este comentário


    Link para o comentário
    Compartilhar em outros sites
    5 minutos atrás, xuxanodedo disse:

    O melhor ST em Portugal foi de longe o Morena do Kuduro. O selet também não é mau XDXDXD

    O problema é que há muita gente que não era desse tempo, eu lembro-me dele mas vagamente, quando comecei a jogar os Familia estavam no topo mesmo, só os EC cheio de Ronaldos e Messis é que conseguiam rivalizar

    • Gosto 1

    Compartilhar este comentário


    Link para o comentário
    Compartilhar em outros sites
    Em 31/12/2018 at 17:25, irv1 disse:

    Não mencionaste o melhor ST português de todos os tempos... @Yos

     

    vai tentar comer gajas po eskada XDD

    Compartilhar este comentário


    Link para o comentário
    Compartilhar em outros sites
    Em 02/01/2019 at 04:32, Yos disse:

    vai tentar comer gajas po eskada XDD

    eskada só com o mano @Element a oferecer bebidas

    • Gosto 3

    Compartilhar este comentário


    Link para o comentário
    Compartilhar em outros sites


    Crie uma conta ou entre para comentar

    Você precisar ser um membro para fazer um comentário

    Criar uma conta

    Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

    Crie uma nova conta

    Entrar

    Já tem uma conta? Faça o login.

    Entrar Agora