Entre para seguir isso  
Neve.

Jornal - O rosto do sucesso e da perseverança!

Recommended Posts

 

Resultado de imagem para passadeira vermelha

No passeio da fama com @MiguelWinkel

 

Quem é o JOHN RAMBO? Ou seja, como te defines enquanto jogador e pessoa dentro da nossa comunidade?

É uma personagem de cinema interpretada pelo mítico Sylvester Stallone. 

Agora falando num tom mais sério, sou um membro como qualquer outro que opta por ter uma postura mais troll dentro da comunidade (porque no final de contas quem vem aqui é para se divertir). Eu podia ser o usuário comum, fazendo os típicos post's com um discurso monocórdico e dando as mesmas respostas da praxe neste estilo de entrevista... mas qual seria a piada nisso? Também sou capaz de ser sério quando há algum motivo para isso, como por exemplo nas competições da Nations ou em jogos importantes do campeonato quando é realmente necessário. Enquanto jogador, eu já não jogo muito Haxball... o único sítio em que consigo ser dos melhores é no Real Soccer (em competições oficiais, porque também gosto de jogar uns mapas de vez em quando) - Big já não jogava à bastante tempo, mas como o @TIAGO precisava de mim voltei e, como o nível do campeonato português não é muito elevado, a minha qualidade de jogo acaba por ser quanto baste.

 

Hoje podemos afirmar que és um dos membros mais antigos do HBPT e dos que acumulou uma maior experiência em todas as vertentes. Como é que conheceste o Haxball? E, já agora, o que te faz continuar a vir ao jogo todos os dias?

É verdade. Para quem não sabe, fui o membro nº 17 do primeiro HBPT - na altura vim a convite do @SirPereira quando ele era mais novo também e ainda jogava isto, inclusive numa equipa minha. Devo confessar que não faço a mínima ideia de como descobri o jogo, dado que já foi há bastante tempo.

O que me faz continuar a vir aqui é o convívio com o pessoal, que me permite sempre trollar um bocado e ter algumas picardias (umas mais saudáveis que outras). Coisas da vida.

 

No seguimento da questão anterior, é notório que passaste por diversas fases em termos individuais. Posto isto, como é que conseguiste superar alguns insucessos in-game, ban's ou hate que levaste em certas alturas, e nunca te afastares totalmente da comunidade e do próprio jogo?

No que se refere a insucessos in-game, acho que é algo que nunca tive - sempre que disputei algo foi para ganhar e quando não ganhei estive sempre perto disso. Agora eu já me afastei um pouco deste nível competitivo (não tenho as exigências do passado). Contudo, corrija-se que já cheguei a deixar o jogo duas ou três vezes durante uns bons períodos de tempo... mas quando voltava era sempre com a mesma mentalidade. Há quem goste e há quem desgoste - pelo menos não me ficam indiferente, que acho que é a pior coisa.

Sobre os ban's e o hate é algo normal. Eu antigamente era um user mais incendiário do que sou hoje, e depois também o pessoal que antigamente estava no poder não era provido de um elevado QI (davam castigos injustificados, conjugados com algumas injustiças). Mas lá está, eu era banido do teamspeak e facilmente mudava de IP, continuando a conviver com o pessoal na mesma. Aqui em Portugal até me lembro que me tentaram banir, sem razão nenhuma do Real Soccer, e depois até fizeram umas artimanhas para continuar banido... no fim o que aconteceu? A minha equipa ganhou na mesma.

 

Quais são os teus planos para o futuro dentro do Haxball?

Não tenho grandes planos em mente. Neste momento é tentar ganhar o campeonato português e a HCL com os BLACKOUT. No Real Soccer, a WAH já está mais que ganha e, por isso, apareço para fazer uns jogos de vez em quando e conviver com o pessoal.

 

Virando agora a conversa para o plano coletivo, sempre foste um jogador que jogou em redor de um grupo restrito de pessoas. Achas que para que uma equipa tenha conquistas é importante a estabilidade no que diz respeito à constituição do plantel? E, no teu caso, pensas que nos últimos anos os jogadores que compuseram HG e os BLACKOUT foram a chave para o sucesso?

Confirmo - nas minhas equipas estão quase sempre as mesmas pessoas. Nos HG rodeei-me basicamente em torno de cinco pessoas: @Perfecionista, @Maradona, Saiyan, @Bot e @Munir. Só dois ou três é que ainda jogam ativamente, mas não são poucas as vezes em que os vês na minha equipa. Por exemplo, o Bot está em Real Soccer nos BLACKOUT, tal como o @Saky que já jogou connosco antes. O Munir já fez parte de inúmeras equipas minhas. Nos BLACKOUT, o TIAGO e o @Duke estão sempre aí, o @Taipa quando joga também é com os BO, etc etc. 

Em suma, não só é importante como também é mais apelativo jogares com pessoas que já conheças. Agora a chave para o sucesso é ter os melhores. Tendo os melhores estou mais perto de ganhar e nisso as amizades contam pouco. O que adianta sermos todos amigos se depois não jogarmos nada? Claro que é importante, mas o que é mesmo determinante é estares junto de pessoas que possam ganhar.

 

Qual foi a equipa e o jogador que mais te marcou no jogo? E porquê?

Não há um jogador que "mais me tenha marcado" comparativamente com outros - se me perguntares o jogador que eu mais gostei de ver jogar foi sem dúvida o @Mark. Quanto à equipa, também não faz grande sentido salientar uma em especial - desde os TBI, HG, BLACKOUT, AJ, Atletico de Sopron, Already Won... considero-as equivalentes, merecendo um destaque igualmente especial na minha carreira haxbolística.

 

Um dos assuntos na ordem do dia é a conquista das Nations de Big  (que juntaste à de RS enquanto selecionador nacional). Qual é o segredo destes êxitos internacionais?

segredo é conhecermos os nossos limites, abordando cada competição com a mentalidade adequada. Claro que o objetivo é sempre ganhar.

Depois, não se pode entrar com grandes invenções, ou seja, devem-se colocar os melhores em campo e estar rodeado de pessoas com um grande conhecimento do jogo que prontamente te consigam auxiliar em qualquer questão que surja. Todavia, o papel mais preponderante é o dos jogadores, dado que com a sua qualidade conseguem fazer o seu trabalho de uma forma impecável e, na verdade, o mérito é todo deles.

 

Achas que devido aos feitos alcançados, e a toda a tua experiência acumulada, és a pessoa indicada para liderar os próximos desafios da seleção nacional? E, neste âmbito, pensas que podem despertar novas caras no roster de Portugal em ambos os modos?

A seleção comigo tem um modelo muito idiossincrático e peculiar (agora se isso faz de mim a pessoa indicada ou não, já não sou eu que o posso dizer) - é algo que deixo sempre a cargo da comunidade... aliás, eu nunca me impus perante os outros, fui a eleições mais do que uma vez. Umas ganhei, outras perdi (na última, por exemplo, nem oponente tive).

Nas alturas das convocatórias há sempre críticos: no RS, as críticas vêm de pessoal sem grande qualidade de jogo e que estava quiçá habituado a fazer 0 pontos nas fases de grupos. Este era o estado em que se encontrava a seleção portuguesa antes de eu e o TIAGO chegarmos; em Big (4v4), estávamos habituados a boas prestações, mas há muito tempo que não ganhávamos (felizmente, desta vez conseguimos e o mérito é, como já referi, de todos os jogadores).

Quanto a possíveis promessas, basta veres as convocatórias e pré-convocatórias (lembro-me que tu foste uma das pessoas que pré-convoquei e acredito que nunca o tivesses sido antes). O compromisso que faço é o de convocar sempre os melhores. Se são os melhores vão estar convocados... agora isso não quer dizer que não haja sempre oportunidades para outros, mesmo em pré-convocatórias, por exemplo. No RS é igual, se surgir alguém com a qualidade necessária terá a sua oportunidade - exemplificando: um jogador que tenho observado é o @Luc Abalo que se continuar a treinar e a melhorar o seu jogo pode muito bem vir a ser equacionado (o que ainda lhe falta, e a muitos outros, é a experiência de jogar em ligas estrangeiras, com os melhores). Lembro-me que a convocatória do @Zack gerou alguma polémica, mas eu convoquei-o e fá-lo-ia novamente por ser dos poucos jogadores portugueses que joga numa liga internacional... o que não é assim tão fácil. Basta acompanhar o caso dos Storm Wolves esta época na WAH para percebermos isso - inicialmente tinham grandes jogadores que fizeram alguns jogos de qualidade, com o handicap de serem muito poucos... depois foram substituídos por jogadores que não se encontram no nível indicado (apesar de em Portugal serem razoáveis) e quando perderam um jogo contra uma das piores equipas (até com situações de cartão vermelho) acabaram por desistir, sendo a equipa entregue a italianos. O que isto mostra? É completamente imprescindível que os jogadores tenham contacto com ligas internacionais de forma a serem mais competitivos e a estarem minimamente preparados.

 

Apelando ao teu traquejo nestas andanças, que conselhos gostavas de deixar ao HBPT para que conseguisse sustentar-se nos próximos tempos e, quem sabe, voltar a aproximar-se da atividade/competitividade de outros tempos?

A meu ver, é surreal voltar ao nível de outros tempos. O Haxball está em decadência e é absolutamente impossível contrariar os ventos da história. No entanto, e desde que a liga FeedMe continue ativa, será sempre possível ir desfrutando deste jogo. O minha inferência sobre esta temática é muito simples: o último grande resquício de vida deste jogo é de ainda haver uma liga internacional com duas divisões e com uma qualidade basta elevada. A recente mudança para HTML5 também pode servir de ajuda, devido à enorme paleta de novas funcionalidades que trouxe.

Já agora, sugiro também que acabe a aversão ao estrangeiro, dado que o que fazem esses jogadores é aumentar o nível e os números do HBPT. Outro factor importante é referente à média de idades que é cada vez mais reduzida, e isso não abona muito a favor da comunidade - basta ver os chamados "novos membros" que têm aparecido todos os dias, em que a a faixa etária ronda os 12 anos. E agora eu pergunto-me, embora não fosse minha intenção falar disto nesta entrevista: fazem parte da academia, estando a ser alegadamente instruídos... mas já viram algum deles pelo teamspeak ou a postarem alguma coisa no HBPT sem ser nas apresentações? O que adianta a estas pessoas criarem contas no fórum se depois não usufruem disso mesmo e não se integram na comunidade? Eu pessoalmente nunca os vi nas plataformas que o HBPT disponibiliza.

 

Que mensagem final gostavas de deixar aos leitores do Jornal HBPT?

Gostaria apenas de agradecer pela entrevista e de desejar boa sorte a todos no seu futuro. Cumprimentos.

 

@Modrić


Veja ompleto

  • Gosto 9

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Obrigado pela entrevista.

O que achei mais piada, foram as pequenas edições que fizeste aqui e ali, ao ler sempre me deu aquela ideia de pensar "eu disse mesmo isto?"

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
14 minutos atrás, MiguelWinkel disse:

Obrigado pela entrevista.

O que achei mais piada, foram as pequenas edições que fizeste aqui e ali, ao ler sempre me deu aquela ideia de pensar "eu disse mesmo isto?"

Em qualquer artigo que envolva entrevistas, eu tenho sempre um trabalho meticuloso em rever o texto dos meus entrevistados para que (no meu ponto de vista) tudo fique de uma forma mais articulada. São pequenas edições ao nível estrutural que em nada alteram o raciocínio ou a mensagem que a pessoa pretende passar.

  • Haha 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

«[..] user mais incendiário do que sou hoje, e depois também o pessoal que antigamente estava no poder não era provido de um elevado QI (davam castigos injustificados, conjugados com algumas injustiças). Mas lá está, eu era banido [...] e facilmente mudava de IP [...].»

E aqui vemos como é um verdadeiro TBIpiço: um ser asqueroso, CORRUPTO e desprezível.

Obrigado  

  • Gosto 1
  • Haha 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

"O único sítio em que consigo ser dos melhores é no Real Soccer (em competições oficiais, porque também gosto de jogar uns mapas de vez em quando)"

 

  • Haha 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Palmas para o selecionador 👏

  • Gosto 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Agora, Fallen0 disse:

"O único sítio em que consigo ser dos melhores é no Real Soccer (em competições oficiais, porque também gosto de jogar uns mapas de vez em quando)"

 

"Nas alturas das convocatórias há sempre críticos: no RS, as críticas vêm de pessoal sem grande qualidade de jogo"

  • Haha 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
5 minutos atrás, Leitner disse:

"Nas alturas das convocatórias há sempre críticos: no RS, as críticas vêm de pessoal sem grande qualidade de jogo"

 Yap, grande mentira bro

  • Obrigado 1
  • Haha 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
9 minutos atrás, Rmika disse:

«[..] user mais incendiário do que sou hoje, e depois também o pessoal que antigamente estava no poder não era provido de um elevado QI (davam castigos injustificados, conjugados com algumas injustiças). Mas lá está, eu era banido [...] e facilmente mudava de IP [...].»

E aqui vemos como é um verdadeiro TBIpiço: um ser asqueroso, CORRUPTO e desprezível.

Obrigado  

Olha o comuna XD

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
19 minutos atrás, Talisca@@@ disse:

@MiguelWinkel e um grande jogador e como pessoa . Abraço mano qualquer cena apita.

Hahaha, boa pessoa... e bom jogador... bom troll xD

  • Gosto 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante
Você está comentando como visitante. Se você tem uma conta, por favor, entre.
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Entre para seguir isso  

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.