TeamSpeak: hbpt.ts.io
Entre para seguir isso  
RKL

JogaBonito! - Episódio #1 (fase experimental)

Recommended Posts

V17vxNd.png

Quero apresentar o novo projeto da HaxballTV, o JogaBonito! que irá passar pela sua fase experimental e terá apenas um formato físico por agora... (entrevistas como já houve em iniciativas passadas, do velho HBPT).

 Após críticas e ideias para o podcast em si - Vosso feedback será precioso. Iremos avançar para a segunda fase do projeto, onde passaremos para um estilo mais digital e dinâmico, algo como o MalucoBeleza!, recorrendo à livestream. Isto para procurar a inovação e realizar algo nunca antes feito no Haxball Portugal.

Deixo aqui a intro do Podcast - JogaBonito!

 

Agora passemos para a entrevista da Edição #1 !

O nosso primeiro convidado trata-se do novo selecionador nacional, Tortogol

baggio1.thumb.jpg.fd29392590205d3affd79e

Jogador com um historial que não escapa ao olho de ninguém. Em tempos coroado o melhor do Haxball Europeu, inclusive coroado com a Bola de Ouro em meados de 2014/2015. Em pleno 2017, Torto continua a ser uma referência a nível nacional e terá agora o cargo mais exigente que alguma vez teve, sendo que os seus objetivos passam apenas pela conquista da Nations Cup e pelo desenvolvimento da qualidade de jogo do Haxball em Portugal.

 

 

 Entrevista na integra:

JB!:-Boa tarde, Tortogol é um prazer ter-te aqui no estúdio!

T: -Prazer é todo meu, obrigado!

 

JB!: -Bem, agora com a coroação de selecionador nacional, muita gente quer saber para além do que já fizeste questão de avançar no debate, quais serão os teus métodos de trabalho? Que ideias procuras para a seleção?

T: -Primeiro é explorar o rendimento de cada jogador, numa fase embrionária na perspetiva individual. É importante cada jogador desenvolver a sua técnica e jogar o máximo possível com gente diferente. Como estamos num lote restrito a qualidade é boa e cada jogador será posto à prova. Neste momento estou a criar vários mini-torneios onde cada um estará numa equipa sorteada com outros jogadores e assim podem entrosar-se com cada um e irmos melhorar em conjunto. Procuro uma ideia que valorize o jogador, apesar da sorte ser um factor importante tentar depender o mínimo dela, porque há qualidade para jogar e jogar bem. O foco é ganhar, mas também com qualidade de jogo, porque é isso que nos catapultará para outro nível, haxbolísticamente falando.

 

JB!: -Interessante... Essa valorização passa apenas por aquele número restrito de jogadores ou serão métodos rotativos? Já se notou uma ou outra mexida na equipa inicialmente apresentada. E os u21 futuramente estarão envolvidos?

T: -Para já só vou trabalhar com aqueles 24, porque me parecem ser os que estão em melhores condições. Claro que ainda falta algum tempo, alias é indefinido, mas há sempre espaço para alguém que possa aparecer. Estou atento a vários campeonatos e a vários jogadores, portanto há sempre a possibilidade de haverem mexidas. Os sub-21 também vão beneficiar deste trabalho, na medida em que não serão 24 os convocados finais e essa lista será reduzida em mais de metade logicamente e , penso eu, que quem não estiver na convocatória final terá uma oportunidade de disputar um lugar na seleção u21. O objetivo também é esse, fazer com que estes 24 consigam dar seguimento a um trabalho, quer seja nas suas equipas ou na seleção, ou até mesmo na elite.

 

JB!: -Ou seja, os trabalhos que serão realizados na seleção será para beneficiar a qualidade individual, de forma intensa e para que futuramente se traduza na qualidade de jogo das equipas nacionais, quando estes estiverem a representar as mesmas? (ou até mesmo no estrangeiro)

T: -Sim, espero eu. A qualidade individual e coletiva, mas nesta fase precoce será mais a qualidade individual. Espero que seja um trabalho onde os jogadores possam ficar melhores antes de terem estado na seleção e que seja uma boa experiência para todos. São jogadores fortes, com algum tempo de jogo e que já sabem bastante sobre ele. Eu não tenho nenhuma fórmula secreta e também espero aprender algumas coisas. As ideias coletivas terão um toque meu e do meu staff claro, mas qualquer jogador poderá debater a sua ideia e trabalharemos isso certamente. Tenho observado várias equipas e está a ser preparado um plano tático, nada muito robotizado (não é isso que se quer), mas umas noções, para funcionarmos como um todo. Não quero que nenhum jogador se sinta amarrado por ser obrigado a jogar de maneira x ou y, mas quero jogadores que sejam mais competentes com e sem bola, porque é das coisas que mais me faz confusão, a ''desorganização'' de várias equipas a jogar nesta comunidade. Creio que se houver um trabalho bom nesse sentido, cada jogador saírá melhor e mais valorizado certamente.

 

JB!: -Que tipo de equipas é que andas a analisar (certamente serão da elite), mas com que objetivo procuras analisá-las? Sei que ainda é cedo, mas no teu ponto de vista quais são os nossos pontos fortes e fracos? (isto sabendo, que como no futebol, isto tem 4 processos que devem ser cuidadosamente trabalhados e ao pormenor)

T: -Eu vejo frequentemente jogos de haxball, sempre vi porque gosto de estar a par e ver outras perspetivas do jogo. Há muito que observo a maneira dos E.U.A/Canadá a jogar big easy porque foram uma surpresa. Eles jogam de uma maneira um pouco diferente e lá o campeonato é só de big easy, ou seja, gastam imenso tempo e devem ter várias estratégias no big easy que aqui na Europa não são possíveis de executar/testar porque o tempo de jogo é dominado quase totalmente pelo Big. Têm alguns pormenores interessantes, principalmente sem bola, que quero implementar na seleção (Big Easy), principalmente a pressão que fazem no meio campo que é muito eficaz e diferente do que a maioria faz. Foram a equipa que mais observei até agora do ponto de vista estratégico, porque eles tem um jogo muito baseado no spam, o que é totalmente legítimo. De resto observo muito as equipas turcas, porque acredito que são as melhores. Jogam quase sempre duma maneira muita idêntica, procuram sempre dominar e jogar ao ataque, embora na defesa sejam um pouco desorganizados. Eu gostava muito de tentar jogar assim, mas com a segurança dos EUA. Claro que é tudo muito utópico, porque nem aqui nem no futebol é possível ter o melhor de dois mundos, mas tentar algo nessa ideia, com um toque nosso. Os pontos fortes de Portugal, a meu ver, são a maneira com que se equilibram sempre, mas isto também é um ponto fraco. Eu acho que as equipas, principalmente as pequenas, esforçam-se demasiado para não sofrer golos e embora isso ajude os jogadores a defender, etc não é a melhor maneira para os fazer evoluir. Acho que é um dos grandes problemas. De resto, Portugal tem vários jogadores com uma skill muito forte, mas que pecam no jogo coletivo e outros que são o contrário e, como falei, no debate os melhores são os que conseguem juntar as duas coisas. Concluindo esta pergunta, com as equipas que vejo mais, eu respondo que nem sempre são equipas, são mais jogadores. Vejo jogadores (nas suas equipas) que se destacam e tento perceber o que eles tem de diferente e de bom, para incluir isso na minha maneira de jogar e dar um toque meu, de resto vejo as melhores competições, cl, league1, feed me, etc...Os que posso, quando tenho tempo. Mas já vi demasiados para um joguinho de bolinhas, confesso.

 

JB!: -É notório o teu compromisso para com este projeto, mas diz-me... E acredito que isto seja um bom exercício para ti e para quem te irá ler. Tens um gk que sabe estar sempre bem entre os postes, mas a sair a jogar e a antecipar não é tão bom e a equipa ressente-se um bocado. Que estímulos procurarias com este tipo de jogador? (é notória a vasta lista de jogadores para as 3 posições da frente, mas gk é a que mais carência, dai a pergunta)

T: -É aquilo que mais quero trabalhar. Normalmente quando um guarda redes é bom dentro dos postes e mau ou menos bom fora dele ou é por questão de confiança ou é porque não tem técnica necessária para controlar bem a bola e ser seguro com ela. O que acontece com a maioria desses guarda redes é que sempre foram guarda redes e nunca tocaram muito na bola para desenvolver a sensibilidade e skill necessária, por isso se eles jogarem a trinco e algumas vezes à frente podem melhorar isso. Mas também tem de partir deles essa parte, porque não somos profissionais para treinar todos dias e isso é um trabalho que o jogador se quiser tem de investir no 1v1, 2v2, enfim campos que permitam a que o jogador ''brinque'' e toque o maior número de vezes possível na bola. Isto também serve para aqueles com dificuldade em controlar a bola. É claro que a este nível, um guarda redes que não saiba o que fazer com a bola e que esteja sempre na baliza não terá muitas hipóteses, principalmente no big easy onde se requer um papel + ofensivo do guarda redes, mas também no big cada vez mais é necessário. Por acaso acho que Portugal está bem servido em todas as posições, mas também não quer dizer que seja um guarda redes puro a assumir a posição de guarda redes.

 

JB!: -Para além das analises que fizeste aos "melhores" de cada tipo de formatos. Consideras que haja muitas seleções complicadas e fortes nos pontos que já falaste antes? O que é que diferencia o atual haxball do haxball de à 1-3 anos atrás?

T: -Sim. Tal como referi no debate, Israel e Turquia, as melhores de longe. Qualidade individual de topo e jogo ofensivo também. Mas são seleções que não estão muito preocupadas com o plano defensivo. Cuidado com a Itália, tem uma equipa que, para mim, ganhará a CL 4V4 e um conjunto de jogadores que podem fazer a diferença. De resto, Portugal é, como na vida real, sempre um favorito a fazer algo, mas o trabalho que se deve fazer é para que Portugal alcance a Turquia e Israel, ao fazer com que os seus melhores jogadores sejam também os melhores jogadores do mundo e as suas equipas o mesmo. Nos anos anteriores havia mais espaço para pensar, agora temos que ganhar esse espaço e, na maior parte das vezes, fazer uso do spam. São poucas as equipas que hoje em dia não usam constantemente o spam e o jogo está tão brutalmente tático que os jogos são decididos em pequenos pormenores. Diria mesmo que a jogar da maneira que ganhamos a Nations em 2014, não ganharíamos hoje. Mas também isso foi um salto geral do haxball e vem de encontro aquilo que falei como um dos pontos fracos do jogo da nossa comunidade. Hoje em dia, também muitas equipas optam por um jogo defensivo, mas ao contrário das equipas aqui, no ataque por norma têm um spam muito forte e costuma ser um diferenciador positivo.

 

JB!: -Como é lógico, para se evoluir temos de jogar com jogadores superiores e que nos metam em situação de inferioridade, ao ponto de estimular o nosso próprio jogo e levar esses jogadores que no momento são inferiores a catapultar. Até que ponto não seria positivo, procurar que houvesse mais equipas portugueses para além dos BLACKOUT a jogar numa realidade estrangeira, como a FM ou L1? E Até que ponto uma boa prestação na Nations, não irá permitir que isso venha a ser possível?

T: -Seria muito bom de facto as equipas e os jogadores apostarem nessas ligas fortes. A Nations, dependendo do resultado, trará mais visibilidade aos jogadores e até podem receber algumas propostas, mas isto é uma coisa que tem de partir da vontade de cada um. Mas claro que a competitividade nem se compara, é uma mais valia para quem joga nessas ligas.

 

JB!: -Para terminar... Já sabemos dos teus planos, das tuas visões, das tuas ideias, resta saber uma última coisa. O que é o Torto pensa de tudo... quais serão as surpresas que poderão haver na seleção?
Como é uma fase muito precoce de todo este longo e árduo processo, é complicado expor outro tipo de pergunta, visando o que já apresentaste aqui.

T: -Individualmente, eu tenho 3/4 jogadores que podem não ser muito consensuais, mas dos quais espero bastante. Não os vou anunciar aqui. Acho que faremos um bom trabalho e também uma boa prestação. Espero que consiga cumprir aquilo a que me auto-propus e já agora, obrigado a todos aqueles que me deram um voto de confiança.

 

JB!: -Muito obrigado pela tua companhia e muito boa sorte!

T: -Mais uma vez, eu é que agradeço! Abraço!

 

Espero que tenham gostado do conteúdo desta extensa e produtiva conversa e aguardamos pelos vossos feedbacks tanto à entrevista como à ideia que queremos trazer para a comunidade e que tipo de ideias vocês poderão nos dar para incutir na fase 2 do projeto! Este será um projeto de entretenimento da comunidade e por isso, apelamos que vosso critério e gosto seja uma mais valia para ele!

NOTA: Procuramos que com esta liberdade que daremos à comunidade, cheguemos a sugestões como jogos para fazer com os convidados e tipos de formatos digitais que poderíamos apresentar ao logo da conversa no podcast em direto pela stream ou em gravação - imagens, jogadas, videos, whatever... ou qualquer outro tipo de atributos para o projeto.

  • Gosto 19

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Guest Tortogol

Obrigado e espero que seja uma iniciativa com sucesso.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante
1 minuto atrás, filsan disse:

unica coisa que posso dizer, li a primeira questão e perdi logo o interesse de ler/saber o resto. Muito extenso, até ver tabelas classificativas no jornal dá-me mais gosto. 

Las personas participan en esta iniciativa merecen más respeto, no hace falta que lo escribas, si no te interesa no lo veas y punto.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Guest Tortogol
41 minutos atrás, filsan disse:

Peço que apaguem a minha opinião/comentário. Desculpas a todos os santinhos a quem faltei ao respeito.

Não é só a ti. Infelizmente a sociedade portuguesa e as massas só se preocupam com merdas que não interessam a Deus mas interessam ao povinho Tuga. Algo que dá para pensar e argumentar normalmente é chato, porque as pessoas não gostam de pensar na sua maioria.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Grande iniciativa mais uma vez. Parabéns a quem o faz e a quem procura fazer desta comunidade uma comunidade séria e inovadora!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A questão nem está ai... ainda não vi uma única pessoa a referir a ideia de podcast que foi apresentada aqui. Nem mesmo com "fase experimental" no título, notaram que isto apenas foi num formato de físico, apenas para lançar a ideia e apresentar algo do género de Maluco Beleza!, pois como é lógico, nesse estilo envolvirá mais interação entre o convidado e o entrevistador, dando assim asos a ainda mais perguntas...

Gostava que o pessoal se desse ao trabalho de ajudar a equipa que ta a procurar trazer algo novo para a comunidade, em âmbito de entretenimento...

Pensem e dêem ideis de jogos para se fazer com os convidados (seja no proprio hax, jogos de voz como o "arrebenta a bolha" do César Mourão, etc...), dar uso a recursos de video e jogadas da pessoa em questão... whatever

É essa a intençao de ter sido criado este tópico que para alguns acaba por ser chato, infelizmente. Prefiro que o primeiro Podcast a ser feito tenha ideias, pernas e cabeça... para ir ao encontro da comunidade e não ser um barrete, que consequentemente, poderia muito bem ser pior que uma "extensa" entrevista.

  • Gosto 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Enca ainda não li os comentários nem o teu post, mas da próxima vez tenta fazer a entrevista por voz que fica mais engraçado e dá mais entusiasmo.

Abraço.

@RKL

Editado por hero
  • Gosto 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
19 minutos atrás, hero disse:

Enca ainda não li os comentários nem o teu post, mas da próxima vez tenta fazer a entrevista por voz que fica mais engraçado e dá mais entusiasmo.

Abraço.

@RKL

Pois, nota-se mesmo. Força!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Guest Tortogol
19 minutos atrás, hero disse:

Enca ainda não li os comentários nem o teu post, mas da próxima vez tenta fazer a entrevista por voz que fica mais engraçado e dá mais entusiasmo.

Abraço.

@RKL

É esse o objetivo. Isto só foi um ''teste'' teórico

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
10 minutos atrás, Chico'z disse:

Não podem fazer a entrevista é ao @Ter

Boas palavras ACRUTZ Chico'z

  • Gosto 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante

Não sei porque mas tantos likes da mesma pessoa pode ser interpretado de varias maneiras :)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
4 horas atrás, Chico'z disse:

Não podem fazer a entrevista é ao @Ter

N é qlq 1 q me pode entrevistar,o conhecimento necessário para fzr tal coisa é inexistente na população d haxball,seria tp 1 entrevistador q n csg compreender as regras d 1 jogo d damas pq vai além do seu eu racional respetivo e 1 entrevistado q possui 1 eu racional q em 1seg dá +- 7 voltas ao planeta em q habitamos (depende d cmo a bipolaridade do sujeito em questão tiver a ser tratada),ié,o q eu quero dzr é q prtty much n é para qm quer, é para qm pode (:) ;)),e pá, eu sei q daqui a umas dezenas d gerações (se a minha linhagem continuar e a d alguns alvos tbm) as minhas palavras irão sofrer 1 espécie d karma,sendo q este existe devido a linhagens/genética q ligam-nos uns aos outros (sendo este outros td o q existe no universo),pq n só tds nós já fms familiares cmo tbm já fms parte integrante d 1 msm pessoa/qlq outra coisa existente no universo, logo haverá 1 linhagem/geração em q as msms irão-se atrair mutuamente devido á existência d .s d ref. semelhantes,1 espécie "pangenista" d ver as coisas,mas pá,inshallah e a tds aqueles q desconheço,q as minhas memórias estejam bem presentes na minha linhagem para isso nnc acontecer,FK PANGEIA!!!

@Chico'z

  • Gosto 6

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Secalhar temos oficiais e aparecias ou pelo menos dizias alguma coisa não sei... @Ter

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante
15 minutos atrás, Ter disse:

N é qlq 1 q me pode entrevistar,o conhecimento necessário para fzr tal coisa é inexistente na população d haxball,seria tp 1 entrevistador q n csg compreender as regras d 1 jogo d damas pq vai além do seu eu racional respetivo e 1 entrevistado q possui 1 eu racional q em 1seg dá +- 7 voltas ao planeta em q habitamos (depende d cmo a bipolaridade do sujeito em questão tiver a ser tratada),ié,o q eu quero dzr é q prtty much n é para qm quer, é para qm pode (:) ;)),e pá, eu sei q daqui a umas dezenas d gerações (se a minha linhagem continuar e a d alguns alvos tbm) as minhas palavras irão sofrer 1 espécie d karma,sendo q este existe devido a linhagens/genética q ligam-nos uns aos outros (sendo este outros td o q existe no universo),pq n só tds nós já fms familiares cmo tbm já fms parte integrante d 1 msm pessoa/qlq outra coisa existente no universo, logo haverá 1 linhagem/geração em q as msms irão-se atrair mutuamente devido á existência d .s d ref. semelhantes,1 espécie "pangenista" d ver as coisas,mas pá,inshallah e a tds aqueles q desconheço,q as minhas memórias estejam bem presentes na minha linhagem para isso nnc acontecer,FK PANGEIA!!!

@Chico'z

Gostei muito da tua filosofia.

Com esse texto todo conseguimos perfeitamente descobrir a única pessoa que te poderia entrevistar.

Não costumo fazer destas coisas mas... já que insistes  https://gyazo.com/eb3e43234b82c140e5e13aab51ba3f06

Estava preocupado contigo mas ja deste sinais de vida.

Abraço bro.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
18 horas atrás, Ter disse:

N é qlq 1 q me pode entrevistar,o conhecimento necessário para fzr tal coisa é inexistente na população d haxball,seria tp 1 entrevistador q n csg compreender as regras d 1 jogo d damas pq vai além do seu eu racional respetivo e 1 entrevistado q possui 1 eu racional q em 1seg dá +- 7 voltas ao planeta em q habitamos (depende d cmo a bipolaridade do sujeito em questão tiver a ser tratada),ié,o q eu quero dzr é q prtty much n é para qm quer, é para qm pode (:) ;)),e pá, eu sei q daqui a umas dezenas d gerações (se a minha linhagem continuar e a d alguns alvos tbm) as minhas palavras irão sofrer 1 espécie d karma,sendo q este existe devido a linhagens/genética q ligam-nos uns aos outros (sendo este outros td o q existe no universo),pq n só tds nós já fms familiares cmo tbm já fms parte integrante d 1 msm pessoa/qlq outra coisa existente no universo, logo haverá 1 linhagem/geração em q as msms irão-se atrair mutuamente devido á existência d .s d ref. semelhantes,1 espécie "pangenista" d ver as coisas,mas pá,inshallah e a tds aqueles q desconheço,q as minhas memórias estejam bem presentes na minha linhagem para isso nnc acontecer,FK PANGEIA!!!

@Chico'z

Excelentíssimo senhor doutor, venho por este meio comunicar que o senhor está a ficar um profeta de elevadíssima qualidade.

Cumprimentos,

hero

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 29/03/2017 at 16:38, RKL disse:

 Após críticas e ideias para o podcast em si - Vosso feedback será precioso. Iremos avançar para a segunda fase do projeto, onde passaremos para um estilo mais digital e dinâmico, algo como o MalucoBeleza!, recorrendo à livestream. Isto para procurar a inovação e realizar algo nunca antes feito no Haxball Portugal.

 

 

Esta ideia é muito boa, adoptar o modelo do MalucoBeleza! provavelmente seria uma aposta ganha, criar um meio mais descontraído na entrevista onde falas com pessoal mais old school, que de certeza que têm muitas histórias para contar, não só dentro do jogo mas também fora dele, e isto daria lugar a muito pessoal que se calhar nunca "singrou" no jogo a dar se a conhecer melhor e a contar as suas várias histórias, seria engraçado ver malta mais random a ser entrevistada e não os mesmos de sempre, quantas entrevistas é que o Torto já deu, 20? (Claro que não é uma crítica nem a ti nem a ele, é só para reforçar o meu ponto de vista).

Se avançares com este modelo estás a pensar fazer entrevistas de quanto tempo?

 

  • Gosto 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

1 de duas em duas semanas. A não ser que tenha ajudas no projeto e que me permitam lançar 1 episodio por semana!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
18 minutos atrás, RKL disse:

1 de duas em duas semanas. A não ser que tenha ajudas no projeto e que me permitam lançar 1 episodio por semana!

Falava da duração de cada entrevista, se for por voz!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Percebi mal melhor amigo @olheiras

Pá depende da fluidez da coisa. Não vamos fazer algo muito extenso, mas também não iremos fazer episodios minorcas para "inglês ver" !

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Guest Tortogol

Já dei algumas entrevistas mas ainda não tive tempo de contar as minhas histórias :( bem queria mostrar a minha voz sexy e contar os escândalos do hhaxballpt mas o enca quis fazer por texto

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Tortogol disse:

Já dei algumas entrevistas mas ainda não tive tempo de contar as minhas histórias :( bem queria mostrar a minha voz sexy e contar os escândalos do hhaxballpt mas o enca quis fazer por texto

Não me tivesses pedido uma entrevista! Não tinha nada ainda planeado para o JogaBonito!

E tens tempo para mostrá-la, como também podes sempre mostrar o teu concerto mítico com uma bela música do Valete

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.